Reencontros emocionantes
Nessa história o tempo foi crucial para tecer um final feliz
Por Fátima ChuEcco

Quando um animal se perde o tutor se desespera e esquece que, embora não se possa conter a emoção, por outro lado, é fundamental manter a cabeça fresca e pensar em alternativas de busca assertivas.

Foi o que fez três meses atrás Priscila Batista, de Campinas (SP), quando percebeu que seu cãozinho Nick, de 7 anos de idade, havia escapado de casa.

“Nick faz caminhada com a minha avó toda manhã e, naquele dia, ela aproveitou para mexer na horta que cultiva por hobby e se distraiu. Quando se deu conta Nick já tinha sumido. Ela avisou a família e todos começaram a procurar nos vizinhos e a falar nos grupos de WhatsApp do condomínio, mas não o localizamos e percebemos que não tinha mais nada a ser feito ou onde procurar”, conta.

.

Segundo Priscila, foi nessa hora (a tal hora do desespero do tutor que perde seu animal), que ela se lembrou do serviço de busca da AlertPet:

“Resolvi pedir ajuda e eles foram ágeis e assertivos. Imediatamente me pediram endereço, fotos e todas as informações do desaparecimento. Com o disparo dos alertas rapidamente começamos a receber mensagens de pessoas que diziam ter visto cachorros parecidos com Nick nas imediações”.

Entre essas diversas mensagens, uma realmente era sobre o Nick:
“O porteiro de um condomínio viu uma moradora chegando com ele no colo e dizendo que o havia encontrado na rua. Fomos buscá-lo imediatamente”.

.

.

Nick ficou desaparecido por apenas seis horas!

“O mais difícil para nós, quando ele sumiu, foi a sensação de impotência. Não sabíamos mais em qual local procurar, sem falar que, na hora do desespero, não raciocinamos da mesma forma. O Nick para nós é parte da família, então o sentimento de medo e o desespero de encontrá-lo falam mais alto e paralisam”, explica.

No caso de Nick, Priscila tinha um motivo extra para ficar preocupada. Ele foi resgatado de uma família por maus-tratos. Estava apanhando e sem comida ou água há muitos dias. Foi quando Priscila o adotou de uma ONG.

.

.

“O Nick chegou muito medroso por tudo o que passou. Não podíamos nem deixar ele sozinho para tomar banho em pet shop. Então ficamos pensando que ele já com tantos traumas ainda teria mais um. Isso era a pior coisa que pensávamos quando ele sumiu. Mas quando o encontramos ele estava bem e, graças a Deus, não sofreu nenhum ferimento”.

Priscila diz que hoje Nick é alegre, brincalhão, muito esperto e inteligente: “Parece que conversa com a gente. Mas também já tem as manias dele e fica bravinho quando alguém pega o lugar dele no sofá. Depois da fuga adotamos o uso da guia com identificação”.

Ao pensar rápido numa ferramenta de busca, Priscila impediu que Nick se distanciasse muito de casa, afinal, os cães podem percorrer muitos quilômetros por dia. A tutora conseguiu driblar o precioso tempo e ter Nick de volta em poucas horas.

Os alertas profissionais podem chegar rapidamente a pessoas que residem mais distantes do tutor e que não acessam, por exemplo, grupos de animais perdidos das redes sociais. Os alertas podem cercar de maneira mais abrangente e eficaz os quarteirões perto da casa e até mesmo do bairro ou cidade onde o pet se perdeu.

“AlertPet nos ajudou com sua rapidez e profissionalismo! Além do trabalho de divulgação ,
também deu muitas dicas do que fazer e nos tranquilizou dizendo que tinha certeza
que encontraríamos, devido seu histórico de sucesso. E graças a Deus aconteceu!!!!
Alguém viu o anúncio e nos avisou. Realmente, uma pessoa na rua havia pegado
o nosso doguinho! Deu tudo certo!!! Super indico o trabalho da Alert Pet ,
que nos ajudou a encontrar nosso baby! 🙏 Muito obrigada!!!”

Entenda porque os alertas ampliam as buscas por pets perdidos

Os alertas com as fotos e informações do animal têm uma grande vantagem: podem chegar a pessoas que você não conhece e nem alcança com os cartazes pela vizinhança e as postagens nas redes sociais.

Isso porque, além de cercarem de maneira mais abrangente os quarteirões perto de sua casa e até mesmo de seu bairro, os alertas atingem todo tipo de pessoas e não só os amantes de animais reunidos em grupos específicos das redes sociais. Os alertas podem cobrir até mesmo uma cidade inteira na hipótese de o pet ter ido parar longe.

Fátima ChuEcco é jornalista especializada em animais domésticos. Atuou durante 11 anos na Anda – Agência de Notícias de Direitos Animais e foi colunista de diversos veículos escrevendo artigos sobre cães e gatos. É autora de vários livros sobre animais como o clássico “MI-AU Book – Um livro pet-solidário”.

OTIMIZANDO AS BUSCAS

E que tal um cartaz interativo com o QR Code da página do seu pet na internet, onde você poderá ser instantaneamente contatado?

A AlertPet criou um pacote de busca que fornece a arte do cartaz interativo para você imprimir, a página da internet, dispara os alertas na região que você mora e ainda posta o desaparecimento do seu pet nas redes sociais.

Esse serviço é acompanhado por um suporte telefônico com atendentes especialmente treinados para lidar com esse momento de aflição que todo tutor enfrenta quando perde um bichinho. E o tutor ainda recebe um relatório das ações empreendidas na busca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *