Dicas para encontrar gatos perdidos
Por Fátima ChuEcco

É muito doloroso saber que seu gatinho está na rua desamparado, talvez ferido e sem a menor noção de como voltar para casa, não é mesmo? Mas a primeira coisa a fazer é trabalhar a atitude mental acreditando que, com a sua ajuda e dos moradores da região, o reencontro com ele não apenas será possível como, quem sabe, breve.

Por isso, cuidado! Um erro clássico nessa situação é pensar dessa forma: “Se meu gato estivesse por perto já tinha voltado para casa… porque gato sempre volta!”

Muitas coisas podem acontecer com um gatinho na rua, inclusive com aqueles acostumados a sair para dar umas “voltinhas”. Há perigo por toda parte como cachorros, gente maldosa, veneno, atropelamento e, além disso, ele pode ficar preso dentro de algum imóvel.

Então é importante seguir algumas dicas para localizar seu gatinho o quanto antes.

Duas ações muito eficientes, mas que precisam ser colocadas em prática imediatamente, são a busca de campo, especialmente nas casas e prédios vizinhos, e a divulgação por meio de cartazes, nas redes sociais e alertas na redondeza.

Bem mais perto do que você imagina!

Diferentes dos cães que quando fogem de casa saem andando pelo bairro (ou correndo se estiverem assustados com fogos de artifício, por exemplo), os gatos costumam se esconder o mais próximo possível, às vezes na casa do vizinho.

Eles se enfiam em garagens, quintais e quartinhos de fundo, estacionamentos (de prédios, supermercados e grandes lojas), casas vazias ou abandonadas, forro de telhados, porões, sótãos e terrenos baldios, principalmente se tiver colônia de gatos no local.

  • Dica: gatos “amam” areia e material de construção. Por isso olhe bem em imóveis que estiverem sendo reformados e prédios em construção, inclusive, se você mora em prédio e tem entulho em algum canto, cheque lá também.

Vale ressaltar que outro erro clássico na busca por um gato perdido é deduzir que ele jamais entraria numa casa com cachorros. Pois é justamente onde muitos gatos, no desespero da fuga, acabam entrando e não conseguem sair mais. Eles ficam acuados em algum canto da casa com medo dos cachorros.

Ao fugir, um gato só vai parar longe de casa por circunstâncias mais raras: quando, por exemplo, entra no motor de um carro, alguém o leva embora (se for mansinho) ou no caso de se acidentar e ser socorrido por pessoas que moram em outro bairro.

Então, a busca deve começar pelo quarteirão de sua casa atentando para todos os locais citados acima e batendo em quantas portas forem possíveis sempre com a foto do gatinho em mãos.

  • Dica: aborde os vizinhos com muita educação e não “pule” nem mesmo as casas onde você tenha algum desafeto. A abordagem humilde e emotiva é a que mais cativa as pessoas.

Faça seu gato ficar “famoso”

Da senhora idosa, que só sai de casa para ir ao mercado e na farmácia, até o motoboy que está todo dia entregando comida na rua, todo mundo precisa “conhecer” seu gatinho por meio de cartazes.

Além de estampar a cara de seu bichano em supermercados e farmácias, leve o cartaz nas clínicas veterinárias do bairro, lojas, bares e padarias. Sempre peça autorização para fixar o cartaz evitando assim que o mesmo seja arrancado pelo gerente do estabelecimento.

As redes sociais são outro ponto de ação essencial. Poste o sumiço de seu gatinho em grupos do Facebook, Whats app e Instagram com as informações bem completas: ruas próximas a sua, bairro, seu contato e detalhes peculiares do gatinho como alguma mancha ou pelagem diferente, cor dos olhos e se usava coleira.

Alertas ampliam sua busca

Os alertas com as fotos e informações de seu gatinho tem uma grande vantagem: podem chegar a pessoas que você não conhece e nem alcança com os cartazes e postagens nas redes sociais.

Isso porque, além de cercarem de maneira mais abrangente os quarteirões perto de sua casa e até mesmo de seu bairro, os alertas atingem todo tipo de pessoas e não só os amantes de gatos e de animais reunidos em grupos específicos das redes sociais. Os alertas podem cobrir até mesmo uma cidade inteira na hipótese do seu gatinho ter ido parar mais longe.

Outras dicas

Existem algumas dicas que se popularizaram e que podem ajudar o gatinho a voltar para casa se ele estiver na vizinhança e, claro, em condições de circular. A mais conhecida é colocar uma caixinha de areia com xixi do gatinho ou de outros gatos da família na frente e nos fundos da casa.

Não adianta colocar areia sem xixi conhecido ou com qualquer outro cheiro. E a areia deve ser substituída todos os dias por outra que também contenha xixi.

Durante a noite espalhe pequenas porções da ração que seu gato gosta pelo quarteirão, incluindo na frente de imóveis vazios. Isso pode garantir a sobrevivência dele, caso esteja escondido e só saia de madrugada, e também pode mantê-lo por perto já que ele estará contando com aquele alimento, toda noite, no mesmo local.

Procure saber se há protetores de animais e ONGs perto de sua casa. Seu gatinho pode ter sido resgatado da rua e estar em algum abrigo ou lar temporário.

É muito importante agir rápido, porém, mais importante ainda é não perder a esperança porque, do mesmo jeito que tem gatos localizados nos primeiros dias, outros podem levar bem mais tempo. E acredite… seu gatinho, mesmo à distância, precisa “sentir” que você não desistiu dele.

 

 

Jornalista especializada em animais domésticos, com destaque para matérias sobre gatos.  Atuou durante 11 anos na Anda – Agência de Notícias de Direitos Animais e foi colunista de diversos veículos incluindo a Miaumagazine de Portugal. É autora de vários livros sobre animais como o clássico “MI-AU Book – Um livro pet-solidário” e “Encontrando Rebecca Selvagem – Uma busca intensa e cheia de fé”, onde relata a saga para reaver sua gatinha que ficou perdida por 37 dias. A jornalista também administra um grupo de gatos perdidos e encontrados no Facebook onde recolhe muitos relatos de tutores que conseguiram recuperar seus pets transformando-os em novas dicas para quem ainda está na busca.

OTIMIZANDO AS BUSCAS

E que tal um cartaz interativo com o QR Code da página do seu gatinho na internet, onde você poderá ser instantaneamente contatado?

A Alert Pet criou um pacote de busca que fornece a arte do cartaz interativo para você imprimir, a página da internet, dispara os alertas na região que você mora e ainda posta o desaparecimento do seu gatinho nas redes sociais.

Esse serviço é acompanhado por um suporte telefônico com atendentes especialmente treinados para lidar com esse momento de aflição que todo tutor enfrenta quando perde um bichinho. E o tutor ainda recebe um relatório das ações empreendidas na busca.

Você está próximo do local de desaparecimento? Demonstre seu apoio comentando! 🐶 🐱 🦜 💚

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *